Avançar para o conteúdo principal

Carta para o passado


Não quero começar esta carta com um típico "Há muito tempo atrás...". Apenas quero começar por dizer que te venero por me ajudares a ser quem sou hoje, por me teres ajudado a ultrapassar os meus obstáculos e por me teres ajudado a perceber o quão importante és para o meu futuro. Muitas pessoas me dizem constantemente para te esquecer, que tudo o que tu me dás é dor e sofrimento, mas o que essas pessoas não sabem é que é essa dor e esse sofrimento que me faz crescer, que me faz levantar a cabeça e dizer que eu realmente sou capaz de fazer o que antes pensava ser impossível. Obrigada por teres feito de mim a pessoa que sou hoje e obrigada por nunca me fazeres esquecer-te, pois assim eu posso dizer que eu fui capaz de fazer tudo o que todos me diziam que não era capaz de fazer.
Por isso, obrigada por tudo! És a melhor parte da minha vida, porque que me faz acreditar em tudo.
Até um dia, meu querido passado...

I don't want to start this letter with a typical "A long time ago ...". I just want to start by saying that I worship you for helping me to be who I am today because you helped me to overcome my obstacles and helped me to realize how important you are to my future. Many people tells me constantly to forget you, that all you give me is pain and suffering, but what these people don't know is that it's this pain and suffering that makes me grow, that makes me raise my head and say that I really am capable of doing what I once thought was impossible. Thank you for making me the person I am today and thank you for never making me forget you, so I can say that I have been able to do everything everyone tells me that I couldn't do.
So thank you for everything! You're the best part of my life, because you make me believe in everything.
Until one day, my dear past...

Comentários

Enviar um comentário

Segue-me no:
☑Instagram (ellamorgan17)
☑Twitter (Ella_Morgan2018)

Mensagens populares deste blogue

Pedido de ajuda a todos os leitores

Olá!
Como sabem, eu tenho estado um pouco ausente aqui no blog e, por isso, decidi perguntar-vos o que gostariam que eu publicasse mais, para além de textos pessoais, músicas... Porque não é só porque "falta-me a força", mas também porque me falta inspiração e acaba por ser difícil de publicar tantas vezes como eu, e claro vocês, gostariam que eu publicasse.
Por isso, peço-vos que comentem aqui nesta publicação, mandem mensagem por e-mail, Twitter (@Ella_Morgan2018) ou no Instagram (@ellamorgan17) e me digam que tipo de posts gostariam que eu publicasse além dos que eu já publico. Fica ao vosso critério e, à medida que me forem dando as vossas opiniões, vou escolhendo as categorias que farei.

Obrigada!
Ella *-*

Hi!
As you know, I've been a little absent here on the blog, so I decided to ask you what would you like me to publish here besides personal texts, songs ... Because it's not only because "I lack strength" but also because I lack inspiration and it is…
As minhas férias terminam hoje. Amanhã será a apresentação, neste que é o meu último ano no secundário e no dia a seguir, terei as primeiras aulas do ano. Hoje é por isso o último dia que tenho para aproveitar e fazer aquilo que eu mais gosto. Apesar de as minhas férias não terem sido como esperei, não posso deixar-me ir abaixo porque não completei o que queria completar ou porque não consegui terminar um desafio ou porque não fiz o que pretendia fazer.
A minha demora a escrever outro post não foi por preguiça ou por falta de tempo, mas sim por falta de imaginação e criatividade para escrever. Por essa razão, passei dias a reler todos os textos que publiquei, não para ter uma fonte de inspiração, mas para me relembrar das razões que me levaram a escrever tais textos. Assim pude rir, pude chorar e pude lembrar cada aventura que vivi durante este ano, que me permitiu crescer enquanto blogger e enquanto pessoa. Aproveitei também para começar um outro projeto, ainda por terminar, que me …
Sabem quando a vida não vos corre como planearam? Sabem quando vos custa levantarem-se da cama e percebem que vai ser apenas mais um dia nas vossas vidas em que nada irá correr como planeado? Ontem acordei assim, tal como hoje. Provavelmente é apenas os nervos da pressão do ano em que estou, uma vez que este é o ano em que decido a minha vida daqui para a frente... Talvez seja até o medo do que possa acontecer... Não sei. Como diz o filósofo Sócrates: "Só sei que nada sei...". Não vos quero dar uma aula de filosofia. Aliás porque sei o que custa ter essas aulas. Apenas quero dizer-vos que esta frase, por mais chata que seja, aplica-se exatamente a cada dia da minha vida. Nunca se sabe o dia de amanhã, por isso, desisti de planear o futuro. Para quê prever algo que nem os meteorologistas prevêem? Porque não focar-me no presente e naquilo que ele pode implicar no futuro?
Viver a vida depende de nós mesmos. Não nos podemos focar apenas no que virá daqui em diante. Temos também…